30 dezembro 2013

Mini-episódio especial de Sherlock

Vocês assistem Sherlock? Se assistirem, então como eu, estão loucos pra que dia 1º chegue logo com a season 3? Então assiste aí o mini-episódio que a BBC (te amo ♥) preparou para a volta da melhor série de todos os tempos (em inglês):



Aqui na página da BBC.
Ihuuuul, tá chegando, não vejo a hora .

--- xxx ---

25 dezembro 2013

Boas Festas ♥


Muita prosperidade, felicidade e poder de perseguir cada coisa que você deseja. Ame, abrace, dê uma palavra de carinho a alguém, seja amável sempre, gentileza gera gentileza. Boas festas pra você e sua família, que Deus os abençoe sempre e cada dia mais.

Via Humor Inteligente

11 novembro 2013

Now Playing: Royals - Lorde (+1)

Já postei sobre a Lorde aqui e inclusive no outro post coloquei a mesma música que aqui, mas tô nem aí porque essa versão é linda de ver e eu coloquei no repeat aqui e tô escutando há umas trinta vezes seguidas. Lorde te amo sua linda <3


Realeza


Eu nunca vi um diamante ao vivo

Eu conheci os anéis de casamento nos filmes

E não tenho orgulho do meu endereço no subúrbio

Que nenhum outro CEP tem inveja


Mas toda música só fala sobre dentes de ouro, vodka, viagens no banheiro

Manchas de sangue, vestidos de festa, destruição do quarto de hotel

Nós não ligamos, dirigimos Cadillacs nos nossos sonhos

Mas todo mundo só fala de cristais, carrões, diamantes nos seus relogios.

Jatinhos, ilhas, tigres em coleiras de ouro

Nós não ligamos, não nos prendemos ao seu caso amoroso


E nunca seremos da realeza

Não corre no nosso sangue, esse tipo de luxo não é pra gente

Nós procuramos outro tipo de agitação

Deixe-me ser sua governante, pode me chamar de abelha-rainha

Daí eu vou mandar, mandar, mandar, mandar

Deixe-me viver essa fantasia


Meus amigos e eu desvendamos o código

Contamos nosso dinheiro no trem indo para festa.

E todos que nos conhecem sabem que lidamos bem com isso, nós não viemos pelo dinheiro


Mas toda música fala sobre dentes de ouro, vodka, drogas no banheiro

Manchas de sangue, vestidos de festa, destruição do quarto de hotel

Nós não ligamos, dirigimos Cadillacs nos nossos sonhos

Mas todo mundo só fala de cristais, carrões, diamantes para suas mulheres

Jatinhos, ilhas, tigres em coleiras de ouro

Nós não ligamos, não nos prendemos ao seu caso amoroso


E nunca seremos da realeza, não corre no nosso sangue

Esse tipo de luxo não é pra gente

Nós procuramos outro tipo de agitação

Deixe-me ser sua governante, pode me chamar de abelha-rainha

Daí eu vou mandar, mandar, mandar, mandar

Deixe-me viver essa fantasia


Oooh oooh oooh

Nós somos maiores do que podíamos sonhar, e eu amo ser a rainha

Oooh oooh oooh, a vida é grande sem cuidados

Não nos prendemos ao seu caso amoroso


E nunca seremos da realeza, não corre no nosso sangue

Esse tipo de luxo não é pra gente

Nós procuramos outro tipo de agitação

Deixe-me ser sua governante, pode me chamar de abelha-rainha

Daí eu vou mandar, mandar, mandar, mandar

Deixe-me viver essa fantasia
--- xxx ---

04 novembro 2013

Resenha: Azar o seu! - Carol Sabar


E cá estou eu trazendo um livro de mais uma autora brasileira (lembram de Perdida?) que me apaixonei. É o primeiro livro da Carol que eu leio e ela já me conquistou inteiramente.

Bom, o livro conta a história da Bia e do Guga. Amigos desde a infância unidos pela paixão por música, a Bia sempre foi apaixonada por ele, mas o Guga foi embora estudar em Londres e nunca mandou sequer um cartão postal pra ela. Agora, 10 anos depois, ela se vê numa tremenda maré de azar. Foi despedida por justa causa injustamente do trabalho, acumulou uma dívida de 21 mil reais que não faz ideia de como pagar, e se vê forçada a arrumar uns bicos na floricultura do pai, que também não vai tão bem assim. Quando vai fazer uma entrega para esse trabalho, ela se vê no meio de um tiroteio, e é aí que conhece O Cara. Porém, com o choque da situação, a Bia confunde o Cara com um Amparador Espiritual, e, achando que está à beira da morte, conta a ele que, mesmo depois de 10 anos, ainda é apaixonada pelo Guga, e só quer saber se ele está bem. E é aí que a emoção começa...

Eu amei esse livro do início ao fim. A autora tem uma forma tão boa de escrever, que a leitura flui, te faz ficar nervosa com as trapalhadas do Guga, sentir dó pela Bia ser tão azarada, sorrir, chorar, se emocionar e pedir mais!

Ah, e se quiser ler ouvindo a trilha sonora, é só vir aqui!

Enjoy :)))


Título original: Azar o Seu!
Autor: Carol Sabar
Páginas: 368
Editora: Editora Jangada
ISBN: 978-85-64850-36-1


--- xxx ---

05 outubro 2013

Sdds Portugal #1

Agora em setembro fiz uma viagem com familiares para São Paulo/Portugal/Paris. Eu amei Portugal. É um país tranquilo, com uma arquitetura linda, que expira história por onde quer que nós passemos. 
O Palácio da Pena fica em Sintra (que é uma vila belíssima, diga-se de passagem), é tipo um castelo com uma inspiração árabe que é coisa linda de se ver.


   




Porque como já dizia o velho Fernando Pessoa, navegar é preciso.



--- xxx ---

Now Playing: Royals - Lorde



Essa semana parei num post no facebook da Gabi, e até hoje não deixei de escutar.  
Ella Yelich-O'Connor, mais conhecida pelo nome artístico Lorde, é uma cantora e compositora neozelandesa e tá meio que no começo da carreira, já que seu primeiro EP foi lançado em março desse ano. Ela é bem novinha também, com apenas 16 anos, mas que voz! Tem um estilo meio indie que adoro.
Vale dar uma conferida:



Se quiser ouvir mais, você pode conferir todas as músicas do EP aqui.

--- xxx ---


24 agosto 2013

Happy Bday Rupert Grint! 3

E pelo terceiro ano seguido (1 e 2), venho aqui dizer: Feliz aniversário meu amoooor ♥


0

Eu te amo <3
 

25 anos de muita lindeza pro Ruppy
24.08.1988


--- xxx ---

05 agosto 2013

Now Playing: Too Close - Alex Clare

É a segunda vez que eu posto uma música do Alex Clare aqui (a primeira foi essa, escutem) e cheguei à seguinte conclusão: ele é ótimo. haha Apesar de amar a voz dele, devo dizer que o que me conquistou nessa música especificamente (além da letra) foi a batida da melodia no refrão. Escutem:



Perto demais
Você sabe que eu não sou do tipo que quebra promessas
Não quero machucar você, mas preciso respirar
No final de tudo, você ainda é minha melhor amiga
Mas há algo dentro que eu preciso liberar
Qual é o caminho certo, qual é o caminho errado
Como posso dizer que preciso seguir em frente?
Você sabe que estamos em caminhos que se afastam


E parece que estou perto demais para amar você
Não há nada que eu possa realmente dizer
Não posso mentir mais, não posso me esconder mais
Tenho de ser verdadeiro comigo mesmo
E parece que estou perto demais para amar você
Então vou tomar o meu caminho


Você me deu mais do que posso retribuir
No entanto, há tanta coisa que você merece
Não há nada a dizer, nada a fazer
Não tenho nada para dar
Devo partir sem você
Você sabe que estamos em caminhos que se afastam


E parece que estou perto demais para amar você
Não há nada que eu possa realmente dizer
Não posso mentir mais, não posso me esconder mais
Tenho de ser verdadeiro comigo mesmo
E parece que estou perto demais para amar você
Então vou tomar o meu caminho


Então vou tomar o meu caminho


E parece que estou perto demais para amar você
Não há nada que eu possa realmente dizer
Não posso mentir mais, não posso me esconder mais
Tenho de ser verdadeiro comigo mesmo
E parece que estou perto demais para amar você
Então vou tomar o meu caminho


Então vou tomar o meu caminho
Então vou tomar o meu caminho

--- xxx ---

04 agosto 2013

Prioridades

Acho que nunca me senti tão em segundo plano como me sinto hoje.
Você olhar para o lado, e não ter uma só pessoa que você poderia falar "tô tão triste" e essa pessoa moveria mundos e fundos só pra estar ao teu lado, te dar aquele abraço que você tanto precisa, só pra por um sorriso no teu rosto.
A vida é assim mesmo, eu sei, o tempo passa, as pessoas mudam, aquele seu melhor amigo de anos atrás mal lembra de você. Até acho que essa reciclagem é inevitável e essencial na vida, mas essencial também é ter alguém que você sabe que não soltará da sua mão, independente do que se passa.
E aqui estou eu, pensando em como todo esse papo de "te amo pra sempre, e sempre vou estar ao seu lado pra o que der e vier" é balela. Salvo exceções, a única pessoa que você pode contar para sempre é você mesmo. Tecnicamente, você tem que ser sua prioridade. Mas que falta me faz alguém que me manda uma mensagem no meio da noite só pra dizer que sonhou comigo e que tá com saudade. Que falta me faz um verdadeiro abraço. Que falta me faz aquela ligação "vamo na praia, sentar na areia, jogar conversa fora, olhar o céu..." Que falta me faz alguém que realmente queira estar comigo...



13 julho 2013

Dica de filme: The words


Acabei de assistir esse filme trinta minutos atrás, e ele foi tão agradável pra mim de tal forma que não pude esperar pra escrever sobre ele. Eis a sinopse:

Casado com uma linda mulher, Rory Jasen trabalha em uma editora de livros, e alimenta o sonho de um dia ter o seu próprio livro publicado. Com o passar do tempo, o sonho vai dando lugar à frustração e Rory chega a conclusão de que nunca conseguirá escrever algo realmente bom. Mas eis que um dia, em uma pequena loja de antiguidades, ele encontra uma pasta com maço de folhas amareladas. Ao ler, Rory sente-se rapidamente ligado à história e não consegue tirá-la da cabeça. Tomado por um impulso, ele começa a transcrever todo o conteúdo para a tela do computador. Palavra por palavra, aquela história começa a ganhar vida através de Rory. Resultado: seu primeiro livro é publicado. Prêmios e fama passam a ser rotina na vida do casal, até o dia em que um frágil senhor encontra Rory e conta para ele como as palavras de seu best-seller foram realmente escritas.”

O filme começa quando o escritor Clay Hammond visita uma universidade para a sessão de leitura do seu último livro publicado. Ele conta a história de Rory, um escritor que vê a oportunidade de se destacar no seu ramo quando acha um livro escrito há muito por outra pessoa. A vida dos personagens se misturam, e o que vemos é a história de um escritor que escreve algo sobre um escritor fictício, e este por sua vez copia outra história... 
O roteiro é intrigante e abre espaço para infinitas interpretações. No começo a gente sente que entende alguma coisa, depois descobre que é outra, e após conseguir entender algo, fica aquela sensação de “será que esta é mesmo a verdade verdadeira?”. No fim fica-se a dúvida: em qual das histórias acreditar?

 Todos fazemos escolhas na vida. O difícil é viver com elas.


Fotografia e atuações belíssimas, com uma trilha sonora muito adequada, eu particularmente achei 'As palavras' excelente. Talvez se tivesse se arriscado mais, teríamos aquela arrebatação que faltava, acho que pecou pela falta de tentativa e erro, mas mesmo assim consegue intrigar e pra mim cumpriu o papel de uma boa trama com roteiro simples.

Para melhor entender, vejam o trailer abaixo (legendado em português):


Título original: The words
Título no Brasil: As palavras
Ano: 2012
Direção: Brian Klugman, Lee Sternthal
Nacionalidade: EUA


--- xxx ---

12 julho 2013

Capas de livro para e-reader

Recentemente eu fiz a aquisição de um Kobo Glo. O quanto eu tô satisfeita com ele é pauta pra outro post, por ora eu queria mostrar algo que achei no ebay e tô amando desde sempre: capas de proteção em formato de livro. Quando bati o olho nelas, fiquei maravilhada, porque já tinha visto pra tablet, nunca pra e-reader, e pra mim faz muito mais sentido. Vejam:


Neste vendedor, além de capas para diversos e-readers, como Kindle, Kindle Paperwhite, Kobo Glo, Touch, entre outros, ainda temos livros diversos:

Orgulho e Preconceito meu amor ♥

Sherlock Holmes meu outro amor ♥

O grande Gatsby

Alice no país das maravilhas

É ou não é amor demais? Eu estou extasiada querendo comprar todas! Tem outras opções também, se vocês quiserem...
Além do vendedor, achei o link da loja própria, que é esse aqui. O preço não é tão em conta assim, mas eu acho uma ótima aquisição.

Quem tiver um leitor de livros e puder, se joga!

--- xxx ---

11 julho 2013

Resenha: Perdida - Carina Rissi


Conheci a Carina Rissi em um grupo de livros no Facebook. Ela é uma escritora brasileira e tem como livro de estréia o Perdida, uma comédia romântica muito gostosa. 
Todo mundo nesse grupo sempre postava como tinha amado o livro, como ele era ótimo e blá blá... as minhas cinco últimas leituras tinham finais tristes, eu tava precisando desesperadamente de um final feliz na minha vida e resolvi que o próximo então seria ele.

Gente, vocês não têm noção! O livro me conquistou já no começo... precisamente no capítulo 6, com a tal da casinha (quem ler certamente concordará comigo =P)

A história é contada pela Sofia, que é basicamente uma workaholic viciada em tecnologia, que num dia deixa o celular cair na privada da balada. Desesperada, vai então comprar outro, quando uma vendedora lhe oferece o aparelhos do sonhos, com todos os recursos que ela desejava. A partir daí a história começa. Sofia é transportada para duzentos anos antes do seu tempo, sem bilhete de volta. Acha que tá ficando maluca, não entendendo o que se passa, quando é resgatada por Ian Clarke, um sujeito gracioso com roupas de outra época montado num cavalo e que fala engraçado. Ela conta com sua ajuda pra se ajustar ao novo velho mundo e descobrir como voltar pra casa.

A leitura flui leve, a narrativa é empolgante e você fica naquele "só mais um capítulo", querendo sempre mais. O começo do livro é mais comédia, eu ri de dar dor no estômago, sério. Do meio pro fim a gente vai sentindo mais o drama dos protagonistas, o romance, os sentimentos. E apesar de ser narrado em primeira pessoa, a gente consegue sentir as emoções dos outros personagens e entender o que se passa na cabeça de cada um deles.

Por se passar em 1830, vemos diversas referências dessa época, descrições sobre a vida levada que só tornam a leitura mais rica e interessante. Vemos também referências à Jane Austen e posso dizer que o livro sofreu uma pesada influência de seus romances, o que pra mim foi ó: , já que a Jane é de longe uma das minhas autoras favoritas.

Enfim, indico demais o Perdida, que se tornou um dos meus livros favoritos dos últimos tempos, e se lerem espero que curtam tanto quando eu. :)))


UPDATE:
A música que a Sofia canta para o Ian é essa, linda linda:



Título original: Perdida
Páginas: 364
Editora: Baraúna/Verus
ISBN: 9788576862444
--- xxx ---

24 maio 2013

Não espere de mim

- Eu amo você.
- Eu também amo você.
- Você vai ser fiel a mim?
- Não.
- Não?
- Nunca prometi fidelidade, nem quero que prometa.
- Mas por que?
- Porque não. O ser humano é fadado ao erro.
- Hum…
- Prometo lealdade, não te expor, não te humilhar, não te maltratar, não te fazer infeliz.
- E tem diferença?
- Tem.
- E qual é?
- Lealdade é a capacidade de se valorizar o que tem de bom, fidelidade é a tentativa de aprisionar o que se tem de ruim.
- Complexo.
- Nada. Mais simples do que parece. Traição é perdoável, humilhação não.

Daqui


Que saudade tava daqui.

--- xxx ---

30 março 2013

Now Playing: Damn your eyes - Alex Clare ~cover


Tava passeando por um blog e cheguei numa postagem em que listava essa música. Coloquei pra escutar como fiz com todas as anteriores e logo nos primeiros segundos a presença de espírito na voz do Alex Clare me fez ficar extasiada com a música. Ele tem meio que um timbre de voz que eu amo, típico daqueles cantores de jazz/blues, bem forte sabe, não chega a tanto eu sei (haha), mas é por aí.
Pra vocês que quiserem ouvir a música original da Etta James, é essa aqui. Engraçado que curto a Etta, já tinha escutado essa música mas nunca tinha reparado muito nela. Curti mesmo a versão do Alex e não paro de escutar há uns 3 dias :P

Droga seus olhos
   
Eu posso fazer o que eu quero,   
Eu estou no controle completo   
Isso é o que eu digo a mim mesmo!   
Eu tenho uma mente de minha autoria,   
Eu vou ficar bem sozinho   
Não preciso de mais ninguém!   
Eu me dou uma conversa boa   
Não mais ser um tolo por você   
Lembro-me de como você fez rendição quero!   
   
Droga seus olhos!   
Eles estão tirando meu fôlego   
Por me fazer querer ficar   
Droga seus olhos   
Para obter as minhas esperanças para o alto   
Fazendo-me apaixonar de novo!   
Droga seus olhos!   
   
Sempre a mesma,   
Você diz que vai mudar   
De alguma forma, você nunca faz!   
Acredito que todas as suas mentiras   
O olhar em seus olhos   
Você faz tudo parecer verdade!   
Eu acho que eu vejo o que eu quero ver,   
Ou é apenas meu coração me enganando   
Com aquele olhar, eu sei muito bem,   
Eu caio completamente sob seu feitiço!   
   
Droga seus olhos!   
Eles estão tirando meu fôlego   
Por me fazer querer ficar   
Droga seus olhos   
Para obter as minhas esperanças para o alto   
Fazendo-me apaixonar de novo!   
Droga seus olhos!   
   
Cair completamente sob seu feitiço   
Droga seus olhos!   
Tomando o meu fôlego   
Por me fazer querer ficar   
Droga seus olhos   
Para obter as minhas esperanças para o alto   
Fazendo-me apaixonar de novo!   
Droga seus olhos!



--- xxx ---

18 março 2013

Queria estar assim hoje


ah, como eu queria sair assim... pra combinar com esse dia lindo, nublado e com chuva que tá hoje ♥

UPDATE: A Emily postou um look todo cinza também, amei demais: aqui.

--- xxx ---

23 fevereiro 2013

Now Playing: Tambourine - Eve


Conheci essa música através de um dos últimos episódios de Girls (uma série muuuito boa que ainda farei post sobre) e de lá pra cá não parei mais de escutar. Curti demais o ritmo dela.
Acho que a Eve tem um estilo meio parecido com o da Nicki Minaj, mas não posso afirmar porque essa foi a única música que escutei dela hahahah

~Eu normalmente ponho a tradução aqui, mas como ela tem a típica letra de músicas dos EUA (fútil/superficial, na minha opinião), deixo pra quem quiser ver as duas letras aqui~



--- xxx ---

02 fevereiro 2013

The Lizzie Bennet Diaries


0 

Eu nas minhas andanças lá pelo Filmow, vi um comentário em algum filme da Jane Austen sobre um vlog inspirado na história de Orgulho e Preconceito.
Eu particularmente amo as histórias de Jane Austen pelo simples motivo de que, aconteça o que acontecer, tudo acabará bem. Eu clichês. Nada melhor nesse mundo do que saber que uma história de amor terminará com o 'felizes para sempre'. aaawn <3
Então, The Lizzie Bennet Diaries é uma web série criada por Hank Green e Bernie Su que estreou no YouTube em 9 de abril de 2012. Cada episódio tem geralmente 3 minutos e conta uma parte da história, adaptada para os tempos de hoje, mas com todas as características da original, como o nome dos personagens, as paranóias da mamãe Bennet, a sweet sweet Jane e a louca da Lydia (que é uma das que eu mais gosto até agora nessa adaptação hahah), e o haters gonna hate Darcy. É uma comédia tão divertida de assistir, tô amando de verdade. Na verdade qualquer adaptação de um dos meus livros/filmes favoritos eu vou amar, mas cê me entende :)))

Bom, pra quem sabe inglês, pode assistir no canal original, que é esse aqui. Vê o primeiro episódio:



Já para as mortais que não se garantem tanto assim no ingrêis like eu, tem uma mocinha muito querida que tá fazendo as traduções, nesse canal aqui.


Tô no 20º capítulo e até agora de personagem eu vi as irmãs Bennet: Ashley Clements como Lizzie, Laura Spencer como Jane, e Mary Kate Wiles como Lydia, e Julia Cho como Charlotte Lu, a melhor amiga da Lizzie. Maaas pelo que soube devem aparecer muito outros, e uns zomi lhiendo que eu vi! hahahah

Se você ama a Jane linda Austen como eu, comemorar os 200 anos de Pride and Prejudice com esse vlog vai ser muitamô!

UPDATE: Gentê, acabei de assistir e lhes digo: ASSISTAM, é a melhor adaptação contemporânea depois de Sherlock (da BBC), na minha opinião! ♥

--- xxx ---

30 janeiro 2013

Now Playing: Skinny love

Eu sou uma viciada em programas de música tipo The X Factor e The Voice. Foi através deles que conheci a Bella Ferraro e com ela, essa música. A partir daí conheci a versão da Birdy e depois descobri que essa música é na verdade composição do Bon Iver. hahahaha ~todos aloka pela música~
Eu particulamente prefiro a versão da Bella, mas coloquei as três porque sei que nem todo mundo tem o gosto igual ao meu, daí vocês decidem o que curtem mais C=




Frágil Amor


Vamos frágil amor, apenas dure o ano
Coloque um pouco de sal, nós nunca estivemos aqui
Meu, meu, meu, meu, meu, meu
Encarando a poça de sangue e aparência esmigalhada

Eu digo ao meu amor para destruir tudo,
Cortar todas as cordas e me deixar cair
Meu, meu, meu, meu, meu, meu
Bem no momento em que essa tarefa é quase impossível

Eu te disse para ser paciente
Eu te disse para ficar bem
Eu te disse para ser equilibrado
Eu te disse para ser gentil
De manhã estarei com você
Mas será de um jeito diferente
Porque eu estarei segurando todas as multas
E você estará assumindo todas as contas

Vamos frágil amor, o que aconteceu aqui?
Amamente-se da esperança em peitos magros
Meu, meu, meu, meu, meu, meu
A carga de amargura está completa; então vá devagar na separação

Eu te disse para ser paciente
Eu te disse para ficar bem
Eu te disse para ser equilibrado
Eu te disse para ser gentil
Agora todo o seu amor foi desperdiçado?
Então quem diabos fui eu?
Agora estou rompendo nas pontes
E no fim de todos os seus versos

Quem vai te amar?
Quem vai lutar?
Quem vai ficar bem para trás?

Vamos frágil amor...
Meu, meu, meu, meu, meu, meu, meu, meu
Meu, meu, meu, meu, meu, meu, meu, meu


--- xxx ---

26 janeiro 2013

Amizades de outrora

Sentia-se culpada por nunca mais ter ligado.

Até perceber que também não ligavam pra ela.

"Vamos manter o contato" era só uma formalidade.

Via

24 janeiro 2013

Me vejo morando


'Calle dei Botteri' - Veneza, na Itália. 
Aqui no mapinha ó :P 

Que lugar surreal, parece cenário de filme! E a chuvinha deu toda uma composição às cores do cenário. Um dia, que sabe...

Via

--- xxx ---

23 janeiro 2013

Jessica Alba no Golden Globe

Tá que, como eu disse no último post, o último Golden Globe foi dia 13/01 e passados 10 dias todo mundo já viu todos os looks e todos os famosos de todos os jeitos possível. Mas gente, se eu não por essa imagem aqui pra posteridade, eu infarto!

Vestido Oscar de la Renta + clutch Roger Vivier + jóias Harry Winston

Gente, larguei os béts, ela tá muito gata! Tô chorando glitter aqui! 
O vestido, apesar de ter um shape bem comum nesse tipo de evento (todo mundo usa tomara-que-caia/sereia, preguiça), ficou lindo nela, coral fica muito bem em morenas, os acessórios, essa clutch lhiiiienda, o cabelo, tudo tudo. Tô quase imprimindo essa imagem e colando na minha parede, juro hahahah


Tá iluminada!


--- xxx ---

22 janeiro 2013

Famosos em versão miniatura

Cês lembram do último Globo de Ouro no dia 13, né?! Então, os famosos sempre me fazendo babar pelos looks chiques, glamourosos e whatever. Daí que a fotógrafa de Nova York Tricia Messeroux, que desenvolve projetos com crianças há algum tempo, reproduziu todo o cenário e looks deste evento, e ficou tudo uma graça! Olhem:

Anne Hathaway de Chanel Couture (se bem que eu achei a fofurinha a cara da Tilda Swinton)
Kerry Washington de Miu Miu (essa não achei nada a ver)

Halle Berry de Versace
Taylor Swift de Donna Karan (CARÃÃÃÃO)
Lucy Liu de Carolina Herrera
Stacy Keibler de Armani

Vi que ela teve pouquíssimo tempo para preparar tudo e fazer as fotos. Na noite de domingo (13), quando acontecia o evento, a fotógrafo trabalhou com sua designer Andrea Pitter para selecionar os looks e criar os desenhos nos tamanhos das crianças. Eles compraram tecidos e adereços na segunda-feira (14), quando também as peças foram costuradas e na segunda-feira (15), as fotos foram feitas.
Como tinha dito anteriormente, ela já reproduziu vários looks e cenários com crianças, como por exemplo:

 Audrey Hepburn em Breakfast at Tiffany's


E vocês podem ver mais aqui.

--- xxx ---

15 janeiro 2013

Vidros de esmalte com formato de caveirinha

Imagem daqui

Eu sou uma viciada em esmaltes, todo mundo que me conhece, sabe.
No começo eu era aloka que não podia ver um que eu não tinha que já comprava e nem queria saber, mas aí mamãe ameaçou me mandar pro rehab daí aquetei mais (brinks, ela ameaçou mesmo cortar a ajuda de custo, if you know what I mean). Porééém-contudo-todavia quando surge uma novidade, tipo holográficos ou multichrome ou whatever, não tem pra onde correr né: ou compro ou endoido. Daí quando bati o olho nesses da marca Black Heart Beauty, gente juro que quase infartava. A maioria das cores que eles têm é comum, sabe, tem umas diferentes e tal, mas foi o vidrinho mesmo que me conquistou. Se eu sou aloka dos esmaltes, sou tão aloka das caveiras quanto. Pra mim essa embalagem venceu até mesmo a gata da embalagem da Nfu Oh.



Ele é vendido no site da Hot Topic, infelizmente não manda para o Brasil, mas você também pode comprar aqui.

--- xxx ---

14 janeiro 2013

Eu queria...

Eu queria viver pra sempre naquela gargalhada da foto que todo mundo adorou.

Queria que novembro nunca acabasse, pra não ter de me despedir.

Que as pessoas não perguntassem se está tudo bem, a não ser que realmente quisessem saber.

E que a resposta sempre fosse “sim, tá tudo lindo...”
 

--- xxx ---

13 janeiro 2013

Now Playing: Ainda lembro - Marisa Monte e Ed Motta


Acho que a participação do Ed Motta dá um toque todo especial à essa música... I miss him.

Ainda Lembro
Marisa Monte e Ed Motta



Ainda lembro o que passou
Eu, você, em qualquer lugar
Dizendo:
"Aonde você for eu vou"
Oh! Oh!...


E quando eu perguntei
Ouvi você dizer
Que eu era tudo
O que você sempre quis
Mesmo triste eu tava feliz
E acabei acreditando
Em ilusões...


Eu nem pensava em ter
Que esquecer você
Agora vem você dizer:
"Amor, eu errei com você
E só assim pude entender
Que o grande mal que eu fiz
Foi a mim mesmo"...
Uh! Uh! Uh!...


Vem você dizer:
"Amor, eu não pude evitar"
E eu te dizendo:
"Liga o som, uh! uh! uh!
E apaga a luz"
Uh! Uh! Uh! Uh!...


Ainda lembro o que passou
Eu, você, em qualquer lugar
Dizendo:
"Aonde você for eu vou"
Oh! Oh!...


E quando eu perguntei
Ouvi você dizer
Que eu era tudo
O que você sempre quis
Mesmo triste eu tava feliz
E acabei acreditando
Em ilusões...


Eu nem pensava em ter
Que esquecer você
Agora vem você dizer:
"Amor, eu errei com você
E só assim pude entender
Que o grande mal que eu fiz
Foi a mim mesmo"
Uh! Uh! Uh! Uh!...


Vem você dizer:
"Amor, eu não pude evitar"
E eu te dizendo:
"Liga o som, uh! uh! uh!
E apaga a luz"
Uh! Uh! Uh!...


Ainda lembro o que passou
Ainda lembro como era bom
Ainda lembro inda lembro
Ainda lembro, inda lembro
Oh! Oh! Oh! Oh!
Ainda lembro...


--- xxx ---

12 janeiro 2013

Resenha: As vantagens de ser invisível (livro + filme)

Primeiramente, desculpas por ter passado tanto tempo sem postar. Novembro e dezembro pra mim não foi fácil, a faculdade tragou os últimos resquícios de paciência, tempo e criatividade do meu ser de 2012. Prometo não sumir por tanto tempo assim nunca mais.

Imagem daqui

Olá gente,
Eu sei que fazer resenha sobre esse livro/filme já tá passado, que todo mundo ama e é uma das mais faladas literaturas dos últimos tempos e blá blá blá, mas eu não poderia deixar minhas impressões passarem em branco. 
Primeiramente, gostaria de deixar escrito aqui a minha revolta a mim mesma, como assim nunca fiz nenhuma resenha de livro antes??? Ler é o que mais gosto de fazer na vida, e logo depois que entrei de férias comprei mais livro do que acho que não comprei a minha vida inteira, portante deveria ter feito no mínimo umas 10 resenhas aqui :P Mas antes tarde do que nunca.


~Essa resenha pode conter spoiler, portanto se você não viu o filme nem leu o livro e também não quer descobrir nada revelador, assista/leia e venha aqui depois compartilhar suas impressões também :)~


'As vantagens de ser invisível' foi escrito por Stephen Chbosky e nos conta a história do Charlie, um garoto que começa a escrever para um amigo que é desconhecido para nós, e o livro inteiro é narrado no formato de cartas. Charlie se mostra um mocinho inocente, tímido e introspectivo, que não tem muitas amizades desde que o seu melhor amigo Michael morreu e está preocupado com o começo das aulas no ensino médio, ou high school, onde, como todo novato, se sente 'invisível' no meio de tanta gente. A partir daí a história nos mostra como, apesar de novato, inicia uma amizade verdadeira com os alunos do último ano Patrick e sua meia-irmã Sam, todas as aventuras que eles vivem, começa a ter experiência com garotas, sua relação com a família, etc. Vemos o relato de sua amizade com a Tia Helen (que também morreu) e o seu professor Bill, que vê muito potencial nele e começa a lhe dar livros como forma de incentivo na aprendizagem e o interessante é como Stephen Chbosky aborda diversos temas polêmicos presentes na vida dos adolescentes, como suicídio, gravidez precoce, abuso sexual, drogas, homossexualismo, só que abordado de uma forma ingênua e pura por Charlie. Daí o livros segue com os belos diálogos, transportando a gente para um mundo infinito que só a amizade e o amor verdadeiro é capaz de trazer à tona.
 

"A gente aceita o amor que acha que merece."  


Com um livro tão perfeito, não queria me deparar um filme abaixo da média. E graças a Deus que não foi. Souberam montar tudo de acordo com a história original, pouquíssimas coisas no livro passaram despercebidas no filme, e a química dos atores principais é inegável. A trilha sonora, diga-se de passagem, de alta qualidade, que nos é mostrada no livro deixa o filme mais real, sabe, é uma coisa linda de se ver.

"Depois que a música terminou, eu disse uma coisa: "Eu me sinto infinito." E Sam e Patrick olharam para mim e disseram que foi a melhor coisa que já tinha ouvido."


Gente, sério, leiam, vejam o filme, whatever. É uma história muito envolvente e de uma sensibilidade enorme, dá vontade de abraçar o Charlie e não soltar nunca mais! Já virou um dos meus livros/filmes preferidos da vida.


Pra escutar as músicas citadas no livro: aqui.
Pra saber os livros: aqui.



0 


Título original: The Perks of Being a Wallflower
Páginas: 223
Editora: Rocco
ISBN: 9788532522337
Ano (filme): 2012
--- xxx ---